Sou da companhia da Bugra

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Breno Moroni ministra a oficina “O Palhaço de Picadeiro” em Campo Grande/MS na Pantalhaços.

Ontem visitei a sede do Grupo de teatro Flor e Espinho.






Breno é um dos pioneiros do Teatro/Circo no Brasil.

Foi um dos fundadores e Diretor Circense do Circo Voador no Rio de Janeiro.



Atuou em 13 países na África, Europa e Américas.


Participou da montagem de 69 obras teatrais, atuando e dirigindo em 4 idiomas: Português, Inglês, Italiano, Espanhol.



Formado pela Escola de Teatro do F.E.F.I.E.G.(Rio 1974) e pela Academia Piolim de Artes Circenses, com estágios em escolas de Circo em Londres, Paris, Galícia, Edimburgo.




Participou de cursos de especialização em Cinema, Circo, Televisão, Expressão Corporal e Doublé.



A III PANTALHAÇOS – MOSTRA DE PALHAÇOS DO PANTANAL será realizada em duas etapas:

De 14 a 18 de dezembro de 2010 e em março de 2011 com oficinas, apresentação de espetáculos e números circenses.



Informações:

pantalhacos@gmail.com / pantalhacos.blogspot.com

ou ligue 9912-1420.




Realização:

Circo do Mato - Grupo de Artes Cênicas - (67) 9909-9208

Flor e Espinho Teatro - (67) 8409-9696 / (67) 8409-96.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Ainda há tempo para

Ainda há tempo para fazer inscrição e participar do acampamento de poetas (evento Roça de paz).
Vai rolar muita arte, tudo de melhor da cultural local, nacional e internacional, em contínuo contato com o ambiente natural.

O evento acontecerá em 14, 15 e 16 de janeiro e inda tem vaga nos alojamentos.

Maiores detalhes no blog http://rocadepaz.blogspot.com/

domingo, 12 de dezembro de 2010

Premio Destaque Brasil 2010

Compartilho do importante momento de minha vida

Em Taubaté/SP, a honra de receber Diploma Destaque Brasil 2010.

QUE TAL?

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Prosa natalina

Prosa natalina

A felicidade se instala em todas as camadas sociais, e adultos, idosos, jovens e crianças alegram-se em ânimo para viver a comemorativa data natalícia de Jesus Cristo. É mesmo um presente o natal. O Natal é um presente de ouro, coisa duradoura para sempre. O presente se resume na harmonia global pela paz que se instala coletivamente em todos os corações.

Nem me importa mais o fato articulador que não discrimina a ninguém. Creio que Alguém converge o mundo para o bem sem olhar a quem. Natal é especial oportunidade de justiça sentimental. Igualmente somos tocados ao mesmo tempo para desejar voto de paz para o próximo. Observando os quantos Natais já vivemos, reparamos que há um generoso ponto mundial irradiado aos quatro cantos do mundo no desejo de plenitude nas relações humanas.

O generoso ponto aliança e envolve todas as pessoas no presente, (eu, tu, ela e ele, nós, vós, elas e eles) para desejar fartura de coisas boas, por exemplo: felicidades.
Há individualizado contentamento, vestirmos a melhor roupa, e, despidos de avareza, distribuímos o que temos e o que não temos, porque por vezes desprovidos de paz, a distribuímos aos vizinhos, familiares, amigos e estranhos, dizendo :
- “Feliz Natal!”.

Vanda Ferreira